Você está aqui: Página Inicial > Adm. Indireta > SINEPB > Notícias > Escola do Trabalhador já tem 21 cursos e 173 mil inscritos

Notícias

Escola do Trabalhador já tem 21 cursos e 173 mil inscritos

Cursos são oferecidos gratuitamente pela internet em todo o Brasil

A Escola do Trabalhador, lançada em novembro de 2017 pelo Ministério do Trabalho, já registra mais de 173 mil inscrições. A plataforma online oferece cursos gratuitos e tem o objetivo de auxiliar na qualificação dos trabalhadores brasileiros ou dos candidatos a vagas de emprego. Para participar, basta ter acesso a um computador ou qualquer aparelho móvel que tenha conexão com internet.

O diretor de Políticas de Empregabilidade da pasta, Higino Brito Vieira, explica que para chegar aos temas dos cursos foi feito um estudo para entender a necessidade das empresas, além de analisar as dificuldades dos trabalhadores na hora de concorrer a uma vaga. “A aceitação da população foi imediata e é confirmada pela procura. A Escola do Trabalhador, que inicialmente contava com 12 cursos, hoje tem 21”, comemora Vieira. O diretor acrescenta que a facilidade para ingressar na qualificação é mais um atributo da plataforma: “não há pré-requisito. Também não existe exigência de escolaridade mínima”.

Os cursos foram elaborados pela Universidade de Brasília (UnB). Ao final de cada curso, os participantes precisam passar por uma avaliação para receber o certificado de conclusão, que também é emitido pela instituição.

Os conteúdos são compostos de textos, vídeos e jogos. A linguagem é simples e a navegação no site, intuitiva para que seja acessível a todos os trabalhadores. Cada curso dura aproximadamente 40 horas, tempo estimado como necessário para o trabalhador cumprir todas as tarefas. Mas os inscritos podem ficar tranquilos, pois o conteúdo fica disponível por dois meses, para que eles consigam concluir todos os módulos com calma.

Os homens são os que mais acessam a plataforma do Ministério do Trabalho, com mais de 55% de participação. Já entre os estados brasileiros, São Paulo lidera o ranking, seguido por Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Distrito Federal.

Dos cursos já disponíveis, os cinco mais demandados são: Inglês Aplicado ao Mundo do Trabalho, Introdução ao Excel, Segurança da Informação, Edição e Tratamento de Imagens e Fundamentos, Processos de Gestão de Recursos Humanos e Português Básico para o mundo do trabalho.

“A expectativa para 2018 é que as inscrições continuem aumentando. Nossa meta é chegar a seis milhões de inscrições. A qualificação profissional é uma ferramenta fundamental tanto para o ingresso no mercado de trabalho, quanto para a conquista de novas posições na carreira”, conclui Higino Brito Vieira.

Confira os cursos:
 Inglês aplicado ao mundo do trabalho
 Introdução ao Excel
 Segurança da informação
 Edição e tratamento de imagens
 Fundamentos e processos de gestão de recursos humanos
 Português Básico para o mundo do trabalho
 Demonstrações contábeis e sua análise
 Criando um negócio de sucesso
 Higiene na Indústria de Alimentos
 Agenciamento de viagens
 Cuidando de pessoas idosas
 Conhecendo o perfil do Agente Comunitário de Saúde e o seu processo de trabalho
 Elaboração de folha de pagamento de empresas
 Análise de riscos na construção civil
 Análise de Investimento
 Processos Industriais
 Comunicação Escrita para o Trabalho
 Empreendedorismo na Pesca
 Gestão da Qualidade
 Espanhol Aplicado ao Trabalho
 Planejamento de negócios na pesca

Como se inscrever:
As inscrições podem ser feitas no site da Escola do Trabalhador: http://escola.trabalho.gov.br/ .

Fonte : Ministério do Trabalho

Voltar para o topo
Plataforma Padrão CODATA de Portais
Desenvolvido com o CMS de código aberto Plone